Peeling de Cristal – Microdermoabrasão

Definição

O peeling de cristal é indicado para rugas finas, cicatrizes de acne, poros dilatados, comedões, irregularidades cutâneas, tratamento de manchas, melasma e discromias e alguns casos de estrias.

Consiste em um processo de esfoliação progressiva e controlada da pele, fazendo uso de um aparelho com um sistema de vácuo que promove a pulverização de cristais de óxido de alumínio sobre a área a ser tratada. O resultado acontece pela regeneração da pele, quando uma nova camada é criada no lugar da camada que foi esfoliada.

A intensidade do peeling será determinada pelo seu médico dermatologista, uma vez que irá depender do problema a ser tratado, do tipo de pele e outras variáveis.

Como resultado, há uma diminuição suave das rugas, das manchas e uma melhora geral da textura da pele.

Como é feito?

  • Durante o procedimento, o médico pode efetuar tanto uma esfoliação suave quanto uma mais forte, pelo controle constante da profundidade da abrasão, sendo definido pela velocidade e pelo número de deslizamentos do Hand Piece do aparelho.

Sintomas e cuidados pós-procedimento

  • De recuperação rápida, o Peeling de Cristal pode ser associado a outros tratamentos. Logo após o procedimento, a pele pode ficar com a aparência avermelhada, e em alguns casos, pode ficar inchada.
  • Nas primeiras 24 horas, a pele pode ficar escurecida e começar a descamar, eventualmente formando-se crostas que não devem ser retiradas para evitar a formação de manchas e cicatrizes.
  • Hidratar a pele.
  • Evitar exposição solar direta pelo período recomendado pelo seu médico. O uso de filtros solares é importante para evitar a hiperpigmentação (manchas).